site-marcia-abreu-advocacia-internacional-direito-imigratorio(2)

Lembrar para não repetir

Ontem foi o dia da Abolição da escravatura.  Completou 133 anos. Uma data de urgente reflexão sobre o passado, o presente e o futuro. Lembrar para não repetir é o tema da foto e da campanha do Conselho Nacional de Justiça.

Segundo a conselheira Tânia Regina Silva Reckziegel, presidente do Fórum Nacional do Poder Judiciário para o Combate ao Trabalho em Condições Análogas à de Escravo e ao Tráfico de Pessoas (FONTET), a data, além de configurar o importante marco da promulgação da Lei Áurea, destina-se à reflexão do passado”.(CNJ)

Atualmente, o trabalho forçado apresenta diversas formas, incluindo a servidão por dívidas, o tráfico de pessoas e outras formas de escravidão moderna. O Conselho Nacional de Justiça (CNJ), por meio do FONTET, promove o levantamento de dados estatísticos que tratem da exploração de pessoas nessas condições, além de debater e buscar soluções que garantam mais efetividade às decisões da Justiça. Confira: https://bit.ly/Fontet
#PraCegoVer e #PraTodosVerem: Foto preta e branca do rosto de uma mulher com expressão séria. Texto: Lembrar para não repetir. 13 de maio – Dia da Abolição da Escravatura. CNJ ( Fonte: Facebook CNJ)

Leia mais clicando aqui

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.